A importância do cultivo das amizades na infância

Nada melhor do que ter amigos por perto, não é mesmo?! Na infância, as amizades possuem um papel fundamental para o desenvolvimento emocional e psicológico das crianças. Ter alguém com quem compartilhar sentimentos e desbravar o mundo ensina aos pequenos sobre empatia, lealdade e companheirismo.

É nessa fase de nossas vidas que criamos os primeiros laços com amiguinhos e amiguinhas, desenvolvendo conversas e brincadeiras que se estreitam ao longo dos anos e se transformam em conexões profundas com outros seres humanos.

Imagem: criado por Freepik

Em um estudo publicado na revista acadêmica Child Development foram entrevistados jovens de 15, 16 e 25 anos sobre seus melhores amigos. O resultado da pesquisa mostrou que os jovens de 25 anos que mantinham fortes amizades desde a infância desenvolviam menos sintomas de ansiedade, depressão e possuíam uma autoestima mais elevada.

Infelizmente, em tempos de pandemia, com as crianças isoladas, muitas amizades acabam se perdendo pelo afastamento e falta de convívio na escola, por exemplo. Porém, é muito importante incentivar e ensinar os pequenos a valorizar e cultivar a amizade para um crescimento saudável e mais feliz, ainda que fisicamente distante.

Incentive as amizades na infância

Cada criança interage com outras à sua maneira: existem aquelas mais tímidas, que precisam de um contato mais duradouro para se sentirem seguras, enquanto há crianças que socializam no mesmo instante em que conhecem um novo colega. Respeite os limites de cada uma e procure incentivar e passar tranquilidade no momento em que desconhecidos estão no mesmo ambiente que ela.

Não deixe que os laços que ela já criou se desfaçam; esteja em contato com pais e familiares para que os amiguinhos possam conversar e manter uma conexão, mesmo que à distância. Combinar, por exemplo, de desenharem ou tomarem um lanchinho ao mesmo tempo, cada uma em sua casa, através de uma ligação de vídeo, é uma boa ideia!

Converse com a criança e tente, de maneira simples, explicar a importância de ter amigos. Uma maneira bacana é utilizar elementos lúdicos com os mais novos, como livros. O livro Tibúrcio, escrito por Marina Gonzalez e baseado em fatos reais, conta, através de rimas e lindas ilustrações inspiradas na arte do cordel brasileiro, a história de amizade entre o burro Tibúrcio e seu dono. Esse é um meio para que os pequenos levem o sentido de amizade da fantasia para a vida real. Outra opção interessante é o livro Amigo Secreto, do escritor Eliandro Rocha. A obra mostra que um amigo secreto pode ser de vários jeitos, pode ser corajoso ou covarde, divertido ou sério, nadador ou corredor, alto ou baixo. Não importa como ele é, desde que seja seu amigo.

Os benefícios das amizades na infância

Uma amizade de infância pode parecer algo inocente e sem tanto significado, mas talvez seja a base para um bom desenvolvimento pessoal. Dê só uma olhada nos benefícios em ter amigos desde criança:

Desenvolvimento da empatia

Com amigos, os pequenos aprendem a enxergar a dor do outro e entender que, às vezes, é preciso estender a mão e ajudar o próximo. É através das amizades que os sentimentos são compartilhados e a individualidade, quando necessário, dá lugar ao sentimento de coletividade. Dessa forma, aos poucos, as crianças melhoram sua percepção sobre as dificuldades de outras pessoas e se tornam mais solidárias.

Melhoria nas relações interpessoais

Nas amizades, também é preciso saber lidar com as diferenças. Ao conviver com gostos, vontades e costumes diversos, os diálogos se tornam mais fáceis, a criança fica mais tolerante e consegue se expressar melhor. Paciência também é um outro benefício, porque ela entenderá que precisa respeitar os outros e, principalmente, o tempo e o ritmo de outros além dela mesma. Assim, desenvolve habilidades de autoexpressão e posicionamento.

Ajuda na inclusão

Diversidade e inclusão também estão muito presentes no cultivo das amizades. Crianças que estão sempre conversando e brincando com outras são mais inclusivas e tolerantes, sempre aprendendo sobre costumes familiares de outras pessoas – que podem ser religiões, crenças, origens, hobbies, comidas e até mesmo sonhos.

É muito mais legal quando todo mundo se diverte junto, não é mesmo?!

Facilidade ao lidar com conflitos

Entre crianças, frequentemente acontece de uma não querer brincar enquanto outra quer, ou de uma ficar chateada com o que outra disse – são conflitos que os mais novos encontram ao longo de uma amizade. O ponto positivo é que, com a vivência da amizade,  aprendem a identificar os próprios erros e a repará-los ao invés de brigarem. O perdão é um aprendizado valioso da infância, que também tem um grande papel em relações saudáveis!

Além disso, conversar para chegar em acordos ou resolver problemas é uma ação comum durante brincadeiras, por exemplo, para organizar times e guardar brinquedos.

Autoconhecimento mais profundo

Através de um amigo também conhecemos muito sobre nós mesmos, já que, no início da vida, não é possível ter experiências suficientes para saber do que gostamos, o que queremos e como devemos agir diante das situações.

Através de tantas experiências compartilhadas nas amizades, fica mais fácil conhecer um pouco sobre quem somos e sobre o que acreditamos. Uma criança que cultiva amizades provavelmente tem mais confiança em si mesma e tem apoio de outra pessoa da idade dela para lidar com os problemas do dia a dia.

A amizade é acolhedora e inspiradora

Seja na hora de lidar com um momento difícil, viver uma aventura ou aprender algo novo, as amizades são, sim, importantes em qualquer momento da vida. Mostre para a criança que ela também deve valorizar os amigos e ajudá-los. Precisa ser leve, divertido e inspirador para ambas as partes.

A amizade desenvolve a felicidade e reduz o sofrimento, duplicando a nossa alegria e dividindo a nossa dor.

Joseph Addison

Fonte da pesquisa citada:

https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2019/07/dia-do-amigo-8-motivos-cientificos-para-valorizar-suas-amizades.html

https://srcd.onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/cdev.12905

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *